quarta-feira, 13 de maio de 2009

AO MEU AZEVEDO


Ainda não tenho as lágrimas...que sei virão com a saudade;
Ainda não sinto a falta do ..."Teresinha...acorda..."
Mas hoje o meu telejone não tocou as habituais 4 ou 5 vezes a perguntar:
- Então...já almoças-te? o que comes-te?
- Ainda demoras muito?
- A joana sai a que horas da faculdade?
E eu já meia impaciente a dizer...Ó pai estou a trabalhar, não posso estar sempres a ser interrompida...
Este é o meu Azevedo, que me trata, como eu trato a minha filhota adolescente.
O meu Azevedo partiu hoje, no silêncio da noite e deixou-me sem o "meu colo".
Só hà um amor incondicional...O DE PAIS PARA FILHOS
Hoje fiquei sem o meu.....

6 comentários:

Maria disse...

Não sei o que te dizer...
Deixo-te abraços. Muitos. Tantos...

mjf disse...

Olá!
Tété... lembra-te que agora estão os dois, a olhar para ti...
Eles estão finalmente juntos.

Beijos querida amiga
ps- hoje fiz um dos meus "trabalhos" mais dificeis, quando entrei no quarto dos teus Pais ;=(

Adoro-te

Mimo Azul disse...

:(
(Estou a olhar para o cursor a piscar... não gosto das coisas que normalmente se dizem nestas situações!)
Já fui daqui de manhã sem dizer nada mas não agora não saio daqui sem te deixar um beijinho e um abraço cheio de mimo e força!

bjca

BlueVelvet disse...

Querida Teresa,
já estou aqui a olhar para o écran há uns minutos e não sei o que escrever.
As mesmas palavras do costume? Mereces mais do que isso.
Mas a verdade é que lamento muito a tua perda e te deixo um abraço, muito, muito apertadinho

ergela disse...

Teresa o que te posso dizer ? Só deixar-te um beijão daqui até ao céu aonde deve estar o teu pai.

Teresa é duro, mas eu já fiquei sem os meus, bastante novo e, sei o que é a dor imensa que deves estar a sentir.

Beijão amiga.

Pedro Barata disse...

Descobri o teu blog no da mimo azul. Deixo-te aqui uma palavra de força, não há muito mais a dizer...
Saudações